Ciclista fura pneu a poucos metros da chegada e adversário se recusa a ultrapassar

11
6

Ainda temos esperança de um mundo melhor, basta cada um fazer a sua parte.

Uma cena de filme aconteceu durante uma competição de ciclismo em Cantabria, na Espanha, no último domingo(13). O ciclista Ismael Esteban estava bem a frente de Agustin Navarro e faturaria, com folga, a medalha de bronze da prova. Porém, próximo a chegada, um dos pneus da bicicleta de Esteban furou e ele viu sua conquista ir por água abaixo.

Vendo a situação do colega, Agustin Navarro se recusou a passar o atleta e, como mérito por sua dedicação, o acompanhou até a linha de chegada, abrindo mão da medalha de bronze.

A cena foi aplaudida por todos, que viram um verdadeiro espírito esportivo no coração de Agustin Navarro.

  • Rodrigo Dalmolin

    Ok. É uma cena legal de se ver e que restaura a fé das pessoas em um mundo melhor. Mas saber o limite do seu equipamento e ser prudente para não ultrapassá-lo faz parte da competição. Seria como um carro de F1 usar menos combustível no tanque para poder andar mais rápido e o combustível acabar antes da linha de chegada.

    • Det Toffano

      Você tem um argumento sólido… (Y)

    • Nerd Stark

      Concordo com tudo, se ele tivesse derrubado cara sem querer e feito isso, aí eu acharia foda, mas só por ter estourado o pneu… era uma competição!

    • Pedro Froner

      existe uma diferença sutil entre perder e ser derrotado.. se um cara excede seu limite em uma olimpíada e quebra o fêmur em uma das lutas de judo e o adversario decide não “castigar” sua perna debilitada e acaba “perdendo” para um cara com a perna quebrada.. é uma competição é claro, mas o esporte sem uma competitividade em excesso fica muito mais fascinante

    • Pedro Froner

      o ser humano costuma dedicar a vida inteira a determinado esporte e tenho certeza que essa medalha de prata tem um significado muito maior pra todo mundo (inclusive pro cara que foi derrotado) do que uma medalha de ouro se tivesse sido “conquistada” nessas condições.. se fosse mario kart ainda vá lá..

    • Jonas Schumacher

      Mas neste caso pode ser mais uma questão de sorte (ou azar), e não prudência ou limite do equipamento, não é possível afirmar com o trecho que aparece no vídeo.

    • Alexandre vitorino

      É então tá certo se vc acha isso então vai na fé não na sorte

  • Eduardo Neto Topic

    Convenhamos, se ele ultrapassasse seria medalha de bronze. Não ultrapassando ele é o cara aplaudido de pé por muitos, ganhando reportagens com seu nome estampado na internet, revistas, jornais aumentando seus patrocínios e aí por diante.

    • Felipe Rodrigues

      Olhando desse ponto de vista ele foi um oportunista.
      O que não acho que ele está errado, afinal, esportistas vivem é de mídia.

    • ERRADO este pensamento não creio que ele teve no momento, não tinha como prever que o resultado de uma boa ação seria tão divulgada…. competições acontecem milhares de vezes ao ano, ele nao teria como prever o resultado então não foi oportunista de forma alguma.

  • Venicius Defendi de Oliveira

    Nossa eu pedalo e vejo gente falando coisas nada a ver, quem pedala sabe que as vezes as câmaras de ar vem com defeito e fura do nada, as vezes uma batidinha errada fura o pneu, o cara de trás reconheceu que faltando POUCOS metros não teria o mérito da vitória e agiu de forma coerente, pessoal escreve cada coisa, aceitem que ele foi HUMILDE pra c*.