Polícia divulga vídeo de motociclista que filmou sua própria morte

36
112

A polícia da cidade de Norfolk, na Inglaterra, resolveu divulgar um vídeo que mostra os momentos finais de um motociclista para servir como alerta para outras pessoas que gostam de abusar da velocidade nas estradas.

Em junho de 2013, uma câmera no capacete de David Holmes, 38 anos, registrou o acidente que tirou a sua vida. Ele andava a mais de 150km/h quando, de repente, acabou batendo de frente com um carro.

A polícia disse que o motorista do carro afirmou que não viu a motocicleta, nem mesmo o carro que estava atrás dele, sendo julgado e condenado culpado em abril de 2014.

A família de David Holmes autorizou a divulgação do vídeo como tentativa de impedir mais mortes nas estradas.

Eu sei que ele andava rápido demais, gostava de velocidade e de motos”, disse sua mãe Brenda Holmes.

Não é fácil, mas espero que alguém possa aprender com essa lição”.

A vida é uma só, cuidado com o que você faz.

  • NAVORD

    Isso foi no condado de Norfolk na Inglaterra, e não EUA.

    • Rafael Maciel

      Exato, e ainda é possível notar o sotaque britânico da senhora do vídeo

    • Jhonathan Draw

      Eu imaginei que fosse na Inglaterra por que as faixas da estrada estão invertidas. rsrs…

    • Corrigido, amigo.

      Obrigado pelo aviso!

  • tenso
    ps: uhul, o site ultimamente fica atualizando do nada, interrompendo digitação e reprodução de videos, estranho….

    • isso eh horrivel mesmo atrapalha muito

    • Não era pra estar acontecendo isso.
      Talvez o cache esteja dando refresh para buscar novas informações.

      Vou verificar!
      Obrigado

  • Ele foi muito idiota de querer passar por um cruzamento a essa velocidade!!! Irresponsabilidade total que poderia ter custado a vida de outros também!

  • cristiano

    O vídeo é inútil. Os babacas que gostam de correr vão dizer “só bateu porque foi burro, nunca vai acontecer comigo porque sou bonzão” e vão continuar correndo. Veja um exemplo no comentário anterior nessa postagem.

  • Flavio Augusto

    Alguém mais percebeu que ele estava guiando a moto só com uma mão? Talvez… (TALVEZ, repito) se ele estivesse com as duas mãos no guidão teria dado uma guinada para a esquerda e entrado no mato… TALVEZ….

  • Kelvin Silva

    Ando de moto e não consigo contar nos dedos, nem juntando todos os meus amigos, os carros que fazem isso com motoqueiros (Se jogam na frente)..
    Ando com uma velocidade “consciente” onde eu consiga parar caso seja preciso..
    Mas em uma semana que eu peguei a moto, fui fechado mais de 10 vezes com carros que simplesmente se jogam na frente da moto e PARAM..
    Sinceramente vendo o vídeo eu vejo dois erros:
    1) Do motoqueiro que estava rapido e, com a minha experiencia, deveria ter diminuido assim que viu o carro ameaçando entrar.
    2) O motorista do carro.. Francamente, para ele não ter visto o motoqueiro, ele deveria estar olhando outra coisa e não a estrada..
    Mas é triste.
    Meu irmão, policial, já se acidentou não sei quantas vezes de moto, mas 90% delas, foi por ser fechado por outros carros e não por imprudencia dele.
    Enfim, só quero dizer que alguns motoqueiros acabam pagando pela idiotice da grande maioria, carros fecham, não dão passagem e são bem agressivos com os motorqueiros e normalmente se sentem donos das estradas..
    Andei 20 anos da minha vida de bicicleta e só eu sei o que passei.. Comprei a moto e não foi diferente.
    Sempre obedeci sinalizações e tudo que era preciso obedecer, mas sempre fui jogado para fora da pista, fechado e quase morto por motoristas de carros que acham que por que um é idiota e imprudente, todos são.

    • Mateus Vieira

      Nas ruas o que a gente vê é quase uma guerrinha entre motoristas e motociclistas.
      Tirando claro aqueles q respeitam e andam de forma correta.
      Já vi muito carro fechando moto mesmo, mas já fui fechado tantas vezes por motos, inclusive fazendo retomadas onde é preciso acelerar um pouco e um motociclista coloca a moto na frente do nada.

      Enquanto os dois ficarem nessa guerrinha, nada vai melhorar.. Uma pena..

    • André Reeck Silva

      Se tem um classe que eu não gosto no trânsito, são os motoqueiros, generalizando, mas vou explicar.

      Vejo toda e qualquer cidadão em cima de uma moto como um motociclista propenso a fazer merda, mas enquanto isso não acontecer, eu o respeito. E respeito mais ainda se no sinaleiro (sinaleira, semáforo, sinal, etc) o mesmo ficar parado no seu espaço, não ir cortando os carros até chegar lá no primeiro e se atravessar na frente desse.

      Na minha opinião existem 2 tipos de pessoas que andam de moto: motoqueiros e motociclitas. Os que fazem merda e os que andam da maneira correta, respectivamente.

      Num engarrafamento, cortar por entre os carros é um possibilidade válida, mas façam isso de maneira calma. Moto que anda rápido no “corredor” está pedindo pra tomar fechada, mesmo que essa fechada venha sem querer. Na verdade nunca vi na legislação qualquer coisa que faça menção a um possível “corredor de motos”, mas tudo bem, ele facilita as coisas.

      Se os motoqueiros querem cortar todo mundo beleza, mas não se atravessem na frente de ninguém, inúmeras vezes vem motoqueiro se atravessar na minha frente quando eu estou com extrema pressa, e arrancam devagar.

      Procuro respeitar todo mundo na vida, não sou diferente no trânsito.

      PS: Kelvin, aqui na minha cidade, motoqueiros entram em preferencial sem nem olhar. Esses dias eu parei num cruzamento pra entrar na preferencial, o motoqueiro que estava na preferencial e entrou na rua onde eu estava fez uma curva tão reta que raspou a caixa no farol do meu carro, que quebrou graças ao motoqueiro. Você acha que o motoqueiro parou pra conversar ou qualquer coisa do tipo? Continuou seu caminho, e eu fiquei com o prejuízo.

      • Tayson

        Tu tem mais e q toma nesse cu MSM e fez de fk falando merda e c não der espesso no corredor o maximo q acontece e fk sem retrovisor vlw

        • Eloan M. Ferreira

          Quando tem um motoqueiro que nem você, que cai ou se lasca não tenho a minima pena, pois acho bem feito!

      • Kelvin Silva

        Entendo, é como eu disse, por causa da Grande, e bota grande nisso, maioria, a minoria se fode com preconceito e receio =)
        Sobre o corredor, se não me engano, a lei diz que só pode andar pro ele quando o transito estiver parado.. Pois seria inviavel uma moto atras da outra em um transito parado hehe
        Mas enfim, esse assunto é quase tão complicado quanto discutir religião =x
        Ando de carro, moto e bicicleta, mais sobre duas rodas, e posso dizer tranquilo e calmo:
        95% dos motoqueiros/ciclitas por onde eu ando são imprudentes e pedem para “morrer” fazendo coisas erradas e fora da lei..
        Mas, tem os 5% que salvam =)

        • André Silva

          Justamente, a minoria acaba pagando pela maioria. Assim como também tem muito motorista de carro que faz inúmeras barbeiragens. Com relação ao corredor, eu não me importo com moto passando por entre os carros parados, só não acho certo que passem com velocidade alta, pois o tempo que precisam pra reagir é maior. Com trânsito parado, pode ter carro querendo trocar de faixa e que não vê a moto (ponto cego existe em alguns casos), tem pedestres que resolvem atravessar a rua por entre os carros parados… Inúmeras coisas podem ocorrer.
          E com o trânsito andando, moto que passa pelos carros, indo por cima da faixa, pede pra causar acidente. 99% das ruas da minha cidade possuem buracos. E já tive que deixar o carro passar pelo buraco pra não jogar o carro pra cima de moto que vinha passando. São essas coisas que acho complicadas.

    • jotaa

      Eu acredito que deve ter muito animal para jogar o carro na frente da moto, afinal, “sou maior e você que tem que tomar cuidado”, assim como acontece com carretas x carros ou motos x pedestres (simples comparação de tamanho e não uma acusação). Mas porra, o motoqueiro está vendo, há pelo menos 2, 3 segundos que o carro está sinalizando que vai mudar de faixa, e ao invés de tomar uma precaução, se possível diminuir a velocidade, ele simplesmente buzina e espera que o motorista do carro não entre na frente dele (o que nem sempre dá certo, por ‘N’ motivos, desde desatenção do motorista, como poluição sonora que impossibilita o motorista de ouvir a moto [rádio alto paracaraleo]). Não gosto da ideia de ‘corredor de moto’, nossas ruas já são estreitas o suficiente para deixar qualquer condutor independente do veículo apreensivo, imagine então, com um terceiro veículo entre outros dois, num espaço as vezes menor de 1 metro e o pior que muitas vezes em alta velocidade.
      Claro que nossos problemas vão além de uma simples discussão de transito, empresas que permitem pessoas não habilitadas, subirem nas motos para trabalharem com horário corrido, são muito mais culpadas do que os próprios motoqueiros que se matam nas nossas ruas para ‘tentar sobreviver’.
      Acho que se houvesse mais respeito de ambos os lados, se a nossa cultura como um povo, não só como condutor, fosse melhor, realmente acredito que não teriamos esse problema.
      Exemplo disso: alguns estados americanos, permitem motoqueiros andarem sem capacete, e o indice de acidente fatal é menor que no brasil, mas pergunta se alguém ultrapassa pelo ‘corredor’.

    • Eloan M. Ferreira

      Motoqueiro nunca tem culpa! Apenas são todos vitimas de suas próprias imprudências! =)

    • Mateus Bauer

      na boa cara, li apenas a primeira linha do teu comentário e já te achei imbecil. me prova ali no vídeo em qual instante o cara do carro jogou o mesmo de propósito em cima da moto?
      tá reclamando dos carros que lhe fecham, mas vocês são muito corretos cortanto o transito né?

  • Pela forma que conduzia sua moto, não dava valor à vida. =/

  • luizlin13

    Se ele tivesse pilotado devagar não teria acontecido esta tragédia. A verdade, é que, a maioria dos motociclista, que tem motos de alta cilindradas,adoram correr em alta velocidade, e ,sequer, dão importância a uma eventualidade que possa ocorrer na estrada. Acham que são invencíveis. Eu tenho moto, e sei que até o piloto trafegando em baixa velocidade está correndo risco de cair, imagina em alta velocidade. É realmente um suicídio. O cara não tem o menor apreço pela sua própria vida e dos outros. Por isso o alto índice de mortes envolvendo motociclista. De fato, uma triste realidade.

  • scubi

    O cara morreu porque estava 150 km/h,tinha uma maquina muito potente ,pesada e tudo fica muito rapido pra se ter reação, assim como no brasil, em qualquer estrada do mundo, o que mata motoqueiro é a imprudencia de ambas as partes (carros e motos), falta de pisca e estradas mal elaboradas (retonos e cruzamentos são mortais). Ainda bem que no bRASIL tudo é muito caro , combustivel e motos, a maioria das motos apanha pra chegar aos 110-120 km/h, mas ja é o suficiente pra deixar muito motoqueiro quebrado.

  • André

    Sinceramente, acho ridículo pegarem um vídeo desse e usarem numa propaganda contra velocidade. A responsabilidade é total do motorista que cruzou uma estrada sem nem parar.

    • Michael

      Muito pelo contrário. O motorista não tem culpa nenhuma nisso visto que o motoqueiro se encontrava a uma velocidade altíssima para o motorista perceber a moto. Que tivesse ido para o autódromo correr, lá mesmo que se matasse não prejudicaria nenhum inocente.

      • André

        Campeão, numa estrada é diferente.
        A regra é atenção redobrada.
        Sabe cruzamento de trem que tem aquela placa “Pare, olhe e escute”?
        Tem que ser assim

        • Eloan M. Ferreira

          O cara procurou a morte e morreu feliz correndo como ele gostava!
          Isso é o que muitos motoqueiros imprudentes procuram!

    • Eloan M. Ferreira

      Olha velocidade da moto cara, o motorista não tem culpa nenhuma.
      Ele não viu.

  • ricacio

    Pela sinalização, é visível que esse vídeo foi gravado na Inglaterra. Mão inglesa não existe nos EUA. kkkkkk Estagiários!

  • Rogerio

    A verdade é: que se cada um independente de motorista ou motociclista, estivessem fazendo cada um seu papel e não se preocupando no o outro deveria ou não estar fazendo, e apresentando respeito mútuo, ai sim muitos destes acidentes, poderia ser evitados.

  • Michael

    Isso é o que mais acontece. O cara estava a uma velocidade muito alta para o motorista do carro perceber que a moto iria colidir. Pra mim o único culpado é o motoqueiro. Autódromos foram feitos para alta velocidade e não ruas, logo lá é lugar de abusar o quanto quiser da velocidade porque se morrer, morre sozinho e não prejudica ninguém. Simples. E o motorista ainda foi culpado pelo erro de outra pessoa. Uma piada mesmo.

  • Derlandes Henriques

    Por ter um cruzamento ali, acredito eu que a velocidade máxima permitida não era a que o motociclista estava. Ele corria demais. O motorista do carro estava errado tb por nao olhar por onde vinha a moto. Conclusão, errado os dois. Mas acredito que o que causou a morte dele, foi ele mesmo, pois se estivesse devagar, não teria acontecido isso. Quer correr? Vai para pista de corrida. Não coloque sua vida e a dos outros em risco por atitudes bestas como essa de achar que correr muito e pilotar. Correr é fácil, é só acelerar. Pilotar é evitar acidentes, é condução defensiva.

  • Anderson

    Na boa.. idiota imprudente como foi, infelizmente não há o que se fazer. Se ele tivesse na mesma velocidade que o ultimo carro que ultrapassou, ou respeitado a placa que anteriormente avisava que a frente existe um cruzamento, ele escaparia dessa. Como motorista, não haveria como ter noção da tamanha velocidade do motoqueiro, afinal, existe um limite ali e todos (que são responsáveis) seguem. Motoqueiro acha que é dono da rua, acha que as leis não servem pra ele, motoqueiro acha que limite de velocidade não é pra ele. Só espero que a mãe dele não pense que o motorista tinha alguma culpa.

  • Mateus Bauer

    tá, o cara abusa da velocidade e o outro é condenado culpado?