O policial mais gente boa que você já viu

7
11461

Um grupo de amigos fazia uma viagem/desfile com super carros pelo Canadá e tinham como destino o circuito de Calabogie, em Ontário. Acontece que, ao passarem devagar por um posto policial, uma viatura começou a perseguí-los até solicitar a parada em um posto de combustível.

O policial chegou educadamente até um motorista de uma Lamborghini e, calmamente, solicitou a habilitação do mesmo. Na verdade, após ver os documentos estavam ok, o oficial apenas pediu para que o homem conversasse com seus amigos para que eles não bloqueassem o tráfego, para que eles não tivessem problemas com outros motoristas. Após isso, tirou suas dúvidas sobre o passeio e trocou uma ideia com o motorista. Veja!

Servir, proteger e educar.
Por mais policiais assim!!

Material publicado pela Vice

  • Martius Miranda

    Vi esse vídeo lembrei do Roberto da Matta, nosso antropólogo, em que ele fala sobre nossa cultura do “vc sabe com quem está falando?”
    Essa questão do poder que o brasileiro possui influi bastante no comportamento das pessoas. Seja no juiz que para na blitz da lei seca e se julga Deus(caso no Rio de Janeiro), ou o empresário rico que ao ser parado humilha o policial sem motivo nenhum e ainda promete que vai fazer ele trabalhar no Acre(caso em São Paulo).

    A surpresa está no fato de que já esperamos uma truculência da policia, ou ainda que o motorista fosse um babaca arrogante só por estar com um carrão. Mas o que vimos foram dois seres humanos sendo educados, respeitosos e mais, foram legais um com o outro sem motivo nenhum.

    A pergunta que fica é, o policial deveria ter dado a voltinha no carro?
    Pra mim com certeza sim, ao final os dois tiveram um história legal pra contar, e aposto que o comboio que ia pra corrida teve um comportamento melhor na estrada do que estava tento antes.

    • Bruno Sansil

      Bom questionamento, e concordo com você. É claro que o policial deveria dar uma voltinha no carro… E isso de certa forma me lembrou de um vídeo onde policiais baianos participavam de uma roda de capoeira, isso é interagir de forma positiva com a comunidade, afinal eles também fazem parte da mesma.

    • John Walk

      Isso também é um reflexo do que Weber chama de patrimonialismo que perpassa em toda a nossa formação como Estado explicando o famoso “jeitinho brasileiro” retratado pelo “homem cordial” do Sérgio Buarque de Holanda.

  • Gandalf Amiguinho Mimizento

    de tanto ouvir boas histórias sobre o canadá, passei a gostar desse lugar msm sem nunca ter ido. deve ser incrível viver lá.

    • Luconces

      Tô morando aqui tem um ano agora. Não é tudo isso não.

      É melhor do que o Brasil? Sim.

      Mas dependendo do seu nível financeiro, saúde e tudo mais compensa ficar por aí mesmo…

  • Gosto mesmo são dos policiais da tropa de elite, já pega um criminoso e enfia o cabo de vassoura no rabo kkkkkk

  • Luiz Gustavo Barros

    Ele não é só um policial educado, mas também, eu apaixonado por carros. Bacana!