Após denúncia, Band é obrigada a exibir vídeo sobre “O que é Deus?”


No dia 27 de julho de 2010, José Luiz Datena, apresentador do “Brasil Urgente”, fez um comentário infeliz em seu programa que gerou uma polêmica por quase 5 anos.

Na época, ao comentar sobre um fuzilamento de um garoto, Datena atribuiu uma violência como aquela a ateus, por eles não “terem limites”.

“Esse é o garoto que foi fuzilado. Então, Márcio Campos (repórter), é inadmissível, você também que é muito católico, não é possível, isso é ausência de Deus, porque nada justifica um crime como esse. […] porque o sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites, é por isso que a gente vê esses crimes aí. […] É por isso que o mundo está essa porcaria. Guerra, peste, fome e tudo mais, entendeu? São os caras do mau. Se bem que tem ateu que não é do mau, mas, é …, o sujeito que não respeita os limites de Deus, é porque não sei, não respeita limite nenhum.”

Mais tarde, ao perceber o erro, Datena até tentou contornar a situação, dizendo que ele não queria ofender ninguém, mas não convenceu a Atea e o MPF.

Após o fato, um procurador acabou movendo uma ação civil pública contra Datena e a Band.

Quase cinco anos depois, a Atea e o MPF conseguiram ganhar a disputa e a emissora foi obrigada a exibir um vídeo sobre “O que é Deus?“:

log in

reset password

Back to
log in
Users Online