Um iPhone roubado nos EUA gerou uma das histórias mais loucas dos últimos tempos


Matt_Stopera_celular_roubado_12

Sinceramente, essa é a história mais louca e fantástica que li nos últimos tempos.

Tudo começou quando o americano Matt Stopera relatou ao BuzzFeed o que se passou quando roubaram seu celular, em fevereiro de 2014. Segundo Matt, ele estava em um bar do East Village, em Nova York, quando notou que seu celular havia sumido. No momento, ele tentou ligar várias vezes, mas só recebia sinal do correio de voz. Depois de insistir alguns dias, ele decidiu comprar outro aparelho e dar o assunto como encerrado, já que saberia que seria difícil encontrar o aparelho.

Um ano depois, ele estava vendo seu álbum de fotos com seus amigos quando, de repente, apareceu um monte de imagens de laranjeiras e um homem em frente delas.

Matt_Stopera_celular_roubado_02

enhanced-22677-1427588916-1

– “Já estava acostumado a ver fotos desta misteriosa pessoa em meus álbuns de fotografias e não tinha feito nada até que contei a um amigo e ele me disse que muitos celulares roubados são levados para a China, onde são revendidos e que essa pessoa seguia conectada ao meu iCloud”, explica Matt.

Matt_Stopera_celular_roubado_03

Ele foi então até uma loja da Apple e resolveu cancelar a conta e bloquear o aparelho, para de vez encerrar o caso.

– “História fechada, meu irmão das laranjas não poderia usar mais o meu celular”, disse Matt.

Mas, na verdade, a história estava apenas começando. Ele resolveu publicar no BuzzFeed “Quem é esse homem e por que suas fotos estão no meu celular”, e aí a notícia foi também compartilhada na Weibo (uma rede social asiática parecida com o Twitter). De repetente, milhares de pessoas começaram a falar no assunto e se propuseram a encontrar o “Irmão Laranja”.

– “Ao ver todo o alvoroço que isto causou, decidi seguir mais de perto o caso e fiz uma conta na Weibo. Em uma semana eu já tinha mais de 100 mil seguidores”, conta Matt.

enhanced-21417-1427597220-1

Graças a toda essa muvuca, Matt acabou encontrando o homem e eles começaram a conversar.

Demonstrando ser uma boa pessoa, o Irmão Laranja resolveu convidar Matt para visitar a China e ele prontamente aceitou.

Para chegar até a cidade do Irmão Laranja, Matt precisou fazer 4 escalas. Em uma dessas paradas, começou a perceber que havia uma enorme expectativa da sua chegada.

Matt_Stopera_celular_roubado_04

– “Em uma das baldeações, meu Irmão enviou-me uma foto de como estavam esperando. Cara, comecei a ficar nervoso. Um cartaz para me receber? Puta povo exagerado! Pensei eu”, conta Matt.

Enquanto via e se assustava com as fotos, uma garota que estava no avião se aproximou e disse – “Oh, você é o Matt!” e entregou uma carta, dizendo que era uma de suas fãs e que estava muito feliz por tê-lo conhecido.

enhanced-23706-1427577175-14

– “Putz, QUE COISA LOUCA É ESSA?! A menina não parava de falar, parecia um rádio. Senti-me genuinamente emocionado por alguém me reconhecer, sem saber que já estava famoso”.

Mas ainda tinha muito por vir. Ao chegar no aeroporto, havia uma multidão de fotógrafos e jornalistas que queriam registrar o encontro.

enhanced-15243-1427589337-17

– “Fui recebido pelo Irmão Laranja, com buquê de flores, e como se fosse uma das maiores celebridades do país”.

Matt_Stopera_celular_roubado_05

– “Cara, me senti como uma Kim Kardashian, só que sem aquela bunda toda, sabe?”, brinca Matt.

A estadia de 9 dias foi algo surreal. Um hotel diferente a cada noite, convites para conhecer todos os lugares da China, milhares de fãs, pessoas com cartazes com seu nome, entre outras coisas que o deixavam muito surpreso.

enhanced-865-1427639308-27

enhanced-30582-1427633495-2

Matt_Stopera_celular_roubado_07

– No princípio foi meio acachapante, pensei que não teria a privacidade para poder conhecer mais meu novo amigo. Mas não foi assim, e acabei gerando uma relação muito próxima com meu irmão das laranjas. Ensinou-me parte de sua cultura e disse que sentia que tudo isto era parte do destino. Pouco a pouco, eu também comecei a crer nisso”.

enhanced-2745-1427639482-20

enhanced-2836-1427645670-15

enhanced-21331-1427646000-29

Matt e seu novo “irmão” fizeram selfies com as famosas laranjeiras, percorreram diversos lugares na China e geraram um verdadeiro vínculo.

Uma história que só foi possível graças a internet, a conectividade e a globalização. Algo que nenhum dos dois esquecerá.

Matt_Stopera_celular_roubado_09

Matt_Stopera_celular_roubado_10

– “Meu Brother Laranja vai me visitar em Nova York. Não vejo a hora de recebê-lo!”, conclui Matt.

Matt_Stopera_celular_roubado_08

Matt_Stopera_celular_roubado_11

Ah… voltando a história do celular: Pois bem, o telefone acabou em Hong Kong, onde a maioria dos celulares roubados vão parar. De Hong Kong foi para Shenzhen, o maior mercado de telefonia celular de segunda mão no mundo, com mais de 2.000 lojas. O primo do Irmão Laranja comprou o celular e deu a ele como um presente. O telefone ainda tinha todas as fotos de Matt nele. O cara que roubou o telefone não teve nem mesmo o trabalho de excluí-las. Havia também fotos do próprio ladrão.

Matt_Stopera_celular_roubado_12

Por um tempo, as fotos que Matt fazia em seu novo telefone também apareciam no telefone do Irmão Laranja, já que a conta iCloud estava conectada e baixava as imagens.

A história completa está publicada no BuzzFeed. A tradução foi feita e publicada pelo MDIG, post base para esse post.

log in

reset password

Back to
log in
Users Online