D’exibicionismo: De personagem fictício para a vida real (Polêmica Maravilhense)


Jone Schuster, um produtor audiovisual maravilhense que já produziu documentários, amigo e visitante do uhull, publicou em seu twitter um acontecimento meio “bizarro”.

Em fevereiro deste ano, Jone produziu um curta-metragem que conta a história de um personagem acometido pelo distúrbio psicológico do exibicionismo que, em sua solidão, procura uma forma de obter prazer desenhando um par de olhos afim de, supostamente, observar-lhe enquanto se masturba.

O curta, chamado de “D’exibicionismo”, é uma obra de ficção produzido pelo próprio Jone, publicada no youtube na conta do autor, que tinha como objetivo a inscrição no 18° Gramado Cine Vídeo, importante mostra competitiva brasileira e latino americana, e uma vitrine para os produtores independentes.

… antes disso, Jone ocupava o cargo de Diretor de Cultura na cidade Maravilha-SC. Agora, exonerado do cargo, possivelmente, em conseqüência desta produção.

Segundo Jone:

A administração municipal de Maravilha-SC decidiu pela exoneração do cargo alegando uma suposta repercussão popular negativa.

Acho que isso passou de personagem fictício para a vida real.

A opinião de vocês é fundamental em um caso como esse, qual seria a reação de vocês ao assistir um filme e condenar o ator na vida real?
(Aguardo comentários… mas sem baixar o verbo)

log in

reset password

Back to
log in
Users Online