O Japão já implantou alguns supermercados “futuristas”

11
285

O Japão gosta de inovar e usar a tecnologia para o bem da população. Um vídeo publicado recentemente mostra um supermercado real e “futurista” em que o usuário escolhe o produto, lê o código de barras com o valor e paga para a máquina, que já empacota e libera as compras.

Será que isso funcionaria no Brasil?

  • Mas que formidável!

    Será que isso funcionaria no Brasil?

    Olha o Budah provocando o pessoal do “se fosse no Brasil”.

  • Luiz Toledo

    Funcionaria não… os próprios trabalhadores do supermercado já quebrariam a máquina, just because… ou dariam um jeitinho de ela contar itens a menos pra ajudar os parça, sem contar as cestas que nunca teriam as pilhas trocadas, hahahahaha no japão o povo tem tanto cuidado com as coisas que 1/4 da população já tem 65 anos hahahahahha

  • ChekLst

    Não sei se tem isso, mas poderia colocar o peso de tudo como uma segurança a mais. Aí na hora que fosse passar, pesava sozinho e comparava com o peso teórico, com uma margem pequena de erro. Claro que quem quisesse roubar mesmo, roubaria de qualquer jeito.

    • Mas que formidável!

      Tinha pensado nisso também, mas não funcionaria. Se tivesse dois produtos com o mesmo peso, já causaria problemas. O mais seguro talvez seria com o uso de chips. Mas além do investimento alto, o pessoal certamente daria um jeito de arrancar os chips.

    • As tranças do rei careca

      No japão são muito raros os casos de roubos, muitas das vezes os crimes são cometidos por estrangeiros(vulgo brasileiros). Seria complicado instalar isso no Brasil…

      • Mas que formidável!

        Aliás, você sabia que em alguns lugares no Japão os polícias japoneses fazem curso de português? Justamente para abordar os numerosos conterrâneos nossos que vão lá fazer merda. No curso dos policiais, eles aprendem até gírias como “treta”, “bagulho” e “mano”.

        Se não me engano, os Brasileiros estão em 2º lugar entre os estrangeiros que mais cometem crime no Japão. Ficando apenas atrás da China.

        • As tranças do rei careca

          Pior que eu sabia que eles fazem curso de português, alguns até vem no Brasil fazer um intercâmbio. Mas eu não sabia que estávamos tão no topo da lista. BR é complicado.

    • Gandalf Amiguinho Mimizento

      ah sei la, qnd as compras vao dentro dakele compartimento pra embalar, eu acredito q tenha um leitor raio-x e/ou “sonar” q o espaço ocupado pelas compras na cestinha. acho q eles nao iam dar um mole desses..nao digo por causa de roubo, mas por desavisados ou deficientes visuais msm..

  • Ricardo Silveira

    Tem algo similar no Carrefour da França (e imagino que em outros países também). Você compra a maquinha e lê o código de barras, já debita na hora do seu cartão de crédito.

  • Mario Barbosa

    Quando o ser humano desonesto decide roubar ou fraudar um sistema, seja qual for, ele consegue. No Brasil, nossos maiores ladrões, jamais precisaram roubar, pois gozam de excelentes salários repletos de benefícios e mimos, mas ainda assim o fazem por pura ganância, patifaria e impunidade.

  • Franciele Mielke

    e se você desistir de um produto, tem como cancelar ele no leitor da cestinha?