Um curioso motor de Stirling

26
27

Eu não sei se é teoria da conspiração ou se os engenheiros mecânicos não conseguem fazer um motor com vida “infinita”. Mas é fato que existem diversos projetos malucos de máquinas que se movimentem utilizando o mínimo de combustível, ou que precise apenas de energia no início do movimento.

Esse motor de Stirling, baseado na idéia de Robert Stirling, parece funcionar a toda com apenas uma mãozinha no início do funcionamento. Veja só que louco:

Bom, como eu não entendo nada do assunto, deixo para os especialistas tirarem as dúvidas quanto o funcionamento e sobre as idéias de motores “infinitos”.

  • Raphael Gott

    Budah! Trabalhando até tarde?? kkkk

    • Ahaha tentando dar um gás no Uhull. Acho que ele precisa de uma atenção maior

  • Flavio Felix

    Budah, não existe rendimento de 100%, pra vc fazer um movimento, ou realizar um trabalho, vc precisa por mais energia do que o trabalho a ser realizado. Por isso não existem motores infinitos ou que só precisem de uma mãozinha no inicio. Isso é ir contra as leis da natureza, desprezando a resistência do ar, o atrito, dissipação de energia pela temperatura e tudo mais. Abç

    • Valeu, Mestres!
      Explicações ótimas.

    • As tranças do rei careca

      Flavio e um motor no espaco? não teria resistência do ar e nem gravidade, sera que seria possível produzir mais energia do que gasta?

      • Silas

        O atrito continua. de metal contra metal(o oleo do motor ajuda mas não acaba com o atrito.)

        • As tranças do rei careca

          O atrito continua, mas sem a gravidade e a resistência do ar, talvez produza mais energia do que gasta… mas provavelmente não,, abraços.

          • Silas

            Pela lei da conservação da energia nada se cria tudo se transforma, portanto só muda a forma da energia, e nunca depois de transformada sera igual ou maior que a inicial, pois não é possível zerar as perdas, só diminuir. Veja meu outro comentário abaixo, não ha dilatação no vácuo(só a matéria(ar)se dilata).

  • Bruno Breja

    é um pistão de vácuo que reage com calor, quando a câmara de vácuo é aquecida o ar que tem dentro se delata e empurra o pistão, quando o ar resfria ele volta ao volume natural..
    quanto a vida infinita, isso não existe, pra se transformar uma energia em outra há sempre perca.

    • Gandalf Amiguinho Mimizento

      DELATA / PERCA

      • Bruno Breja

        Segundo a teoria da termodinâmica, qualquer transformação de energia tem perca… 😀

        • Gandalf Amiguinho Mimizento

          nao seria PERDA? =(

          • Bruno Breja

            Sinônimos de Perca

            Perca é sinônimo de: perda e perdida

            Sinônimos de Perda

            Perda é sinônimo de: agravo, dano, detrimento, estrago, perca, perdida e prejuízo

            segundo o site: http://www.dicio.com.br

          • Gandalf Amiguinho Mimizento

            ta mas ta usando a palavra de forma errada.. não é pq eh sinonimo q se pode usar ela de qualquer maneira.. e nao é delata eh DILATA. delatar eh denunciar algum crime etc

    • Felipe

      Mas um pistão de vácuo não deveria ser ausente de ar dentro??

      • Bruno Breja

        não é possível tirar 100% do ar de dentro do pistão, o restante que permanece ali é que faz todo esse trabalho.

        • Silas

          Mesmo o pouco ar, se dilatado não seria suficiente a pressão para mover o cilindro. O vacuo é a pressão negativa, se dilatar continuara negativa.Portanto não iria empurrar o cilindro, mas puxar ele, com menor intensidade depois de aquecer.

          • Alessandro Dutenhefner

            Na verdade o vácuo não “puxa” nada, a pressão externa que empurra para o vácuo.
            Prova: Se você juntar um cilindro com vácuo absoluto com outro cilindro onde você possui apenas 1 átomo (suponha que este átomo esteja “parado” dentro do cilindro) nada acontece, o vácuo não “puxará” o átomo para o lado dele.

            Nesse sentido, o pouco ar dentro do pistão mencionado pelo Bruno “empurra” sim o pistão, ainda menos do que a pressão externa, mas empurra.

            Sobre o motor infinito, e=mc^2. O dia que inventarem o motor infinito faremos mágica criando matéria do nada e talvez consigamos interromper a expansão do universo e quem sabe até contrai-lo novamente!!

          • Silas

            Zero vezes mil é zero, um valor tendendo a zero vezes um milhão, tendera a zero.Não faz diferença nenhuma dilatar o vácuo.

          • Alessandro Dutenhefner

            Se fosse ZERO você estaria correto. Porém, como outro já disse, não temos zero. O que chamamos de vácuo no mundo real não é o que você chama de vácuo na sua imaginação. Resumindo, no mundo real o seu “zero vezes mil” não é zero.

          • Silas

            mas um numero pequeno, vezes outro diminui o outro numero. um numero tendendo a zero vezes mil tendera a zero.

          • Alessandro Dutenhefner

            Entao, pela matemática como conhecemos hoje, um numero pequeno vezes mil esta mill vezes mais longe do zero do que antes, entao o “tende a zero” é totalmente errado pois passa a ideia de que quanto maior o numero multiplicado, mais perto de zero a equação fica e é justamente o oposto. Nao se preocupe com detalhes, basta saber que o pistão se expande.

          • Bruno Breja

            A matemática é uma ciência exata, porem, no universo não existe nada absoluto. Ressalvo a ignorância do ser humano. Sem ofende-lo, é claro

      • Silas

        Correto, se não ha ar não tem como dilatar o vacuo. so é possivel com o ar.

  • Silas

    Não se trata de um motor infinito(que é fisicamente impossivel na pratica), pois tem um maçarico que aquece a peça. Mas deve ser montagem, não funcionaria tanto tempo sem novo aquecimento. e não ha saida de vapor dagua. pode ter engrenagens escondidas dentro do(s) apoio(s).

  • Rafael

    Propaganda da Marlboro. kkkkk